sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Mobilidade em Icaraí: Túnel?...


De repente, a prefeitura de Niterói surgiu com um Projeto de Mobilidade para Icaraí, que colocou em discussão com os moradores. 
As mudanças visariam melhorias na fluidez do trânsito, com a implantação de ciclovias, melhor utilização das linhas de ônibus, colocação de sinais de trânsito "inteligentes" etc.
A Prefeitura pretende resolver as questões de mobilidade de um "quadrilátero" que é apenas parte de um bairro, quando se sabe que é preciso um plano de mobilidade para a cidade toda, e considerando também os municípios vizinhos.
Mas, com este olhar pontual, a prefeitura "descobriu" que um dos binários de Icaraí (pares de ruas que vão da praia a Santa Rosa e vice-versa) está incompleto, e a falta que faz à mobilidade do bairro...
Aí, foram buscar no passado longínquo a ideia de construir um túnel entre a Rua 5 de Julho e a Rua Osvaldo Cruz, túnel que atravessaria um morrinho (hoje cercado de prédios) que é, fundamentalmente, uma surpreendentemente bem preservada reserva de Mata Atlântica.
A construção de mais este túnel na cidade, destruiria também um dos supermercados de Icaraí, o Princesa, na Rua Cel. Moreira César. 

 
Na verdade, o binário que falta em Icaraí já existe!
Só falta ser enxergado... Para que o binário "apareça", bastam as seguintes mudanças:
1) inverter a mão da Rua Lopes Trovão (passando a ir de Santa Rosa para a praia de Icaraí);
2) criar um novo eixo de trânsito (da praia de Icaraí para Santa Rosa): Rua Otávio Carneiro (com mudança de mão), Rua Gavião Peixoto (no trecho em frente ao Campo de São Bento) e Rua Domingos de Sá (também com inversão da direção de mão).

 




Assim, se a justificativa é "criar mais um eixo de trânsito", ora, não é necessário construir este tal túnel "5 de Julho - Osvaldo Cruz"!
Uma alteração complementar é necessária: a extensão da pista reversível da Av. Roberto Silveira (no horário da tarde, que faz a ligação Ponte - Região Oceânica).
Esta reversível poderia seguir até a Av. Sete de Setembro, como já sugerido.

O melhor, porém, é "esticar" apenas um quarteirão, até a Rua 5 de Julho (que também teria a mão invertida). Evitaria a retenção do trânsito (no sentido inverso) muito perto do túnel Raul Veiga e ainda a repetição da mesma direção de trânsito em três ruas paralelas seguidas (Domingos de Sá, 5 de Julho e Mariz e Barros).
Esta sugestão, apresentada pela Prof. Regina Bienenstein, da Escola de Arquitetura da UFF, na segunda reunião dos representantes da Prefeitura com os moradores de Icaraí, é, evidentemente, MUITO mais simples e MUITO barata do que a construção de um túnel...
Naturalmente, implicará na resolução de muitos detalhes (alocar novos pontos de ônibus, de táxi, sinais de trânsito, faixas de pedestre, ciclovias etc.). 

Que são, certamente, não mais do que as tarefas normais exigidas para a reorganização de todo o restante do bairro...

Nenhum comentário: